ARQUITETURA E O ESPAÇO URBANO PÓS-MODERNO

A arquitetura brasileira contemporânea passa por um momento de transição, deparando- se com novos desafios oriundos da constatação de que os modelos de pensar a edificação e a cidade até o momento adotado não mais são capazes de atender as necessidades atuais. Paralelo à nova realidade, grande parte dos profissionais arquitetos e urbanistas da nova geração dão mostras de não estarem envolvidos com a discussão sobre os caminhos a serem tomados pela sua profissão, muitas vezes negligenciando o objetivo maior que é o ser humano. Fazem-se obras referenciadas em imagens muitas vezes desprovidas de significado e, quanto ao espaço urbano, este ainda é pensado dentro de uma metodologia que está comprovadamente ultrapassada.

O objetivo geral deste trabalho é instigar a discussão sobre a necessidade de se repensar a produção da arquitetura tendo como parâmetro a qualidade de vida. Como objetivos específicos, pretende-se apontar os principais pontos dos assuntos  estudados, deixando claro que todos eles possuem um leque muito maior de conceitos que, pela limitação física, não poderiam ser amplamente discutidos neste ensaio. A relevância do assunto proposto é justamente pela carência de melhor produção do espaço urbano, cenário este onde acontecem as vidas da grande maioria da população brasileira. Confrontados com uma realidade diferente da imaginada em meados do século XX, essa população tem necessidade de novas soluções para a cidade que, até o momento, prioriza o automóvel. É assunto de interesse sobretudo de arquitetos urbanistas, bem como de gestores e profissionais envolvidos na construção das cidades.

A metodologia proposta é da pesquisa baseada em material científico de autores consagrados, buscando conceitos sobre arquitetura, espaço urbano e pós-modernidade. Após essa conceituação, espera-se com a discussão e reflexão dos temas que possa ser acareada a interdisciplinaridade dos assuntos, verificando sua real importância.

Ana Luisa Duarte Santos Pereira

Introndução ao trabalho realizado para a disciplina de Sociologia Aplicada do curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal de Ouro Preto